Reflexos da pandemia: Empreendedora fecha as portas de sua loja em menos de um mês

Inaugurada no dia 22 de fevereiro, a loja KM Moda e Acessórios, de Jaguariúna, precisou fechar as portas e devolver a sala comercial alugada. A proprietária, Keli Menezes, trabalha agora de maneira online.

A loja física não conseguiu manter-se um mês devido a queda significativa de vendas. Com isso, Keli recorreu as redes sociais para continuar as vendas, mas que, para ela, é bem mais difícil e requer muito trabalho, pois a clientela feminina gosta de ver a peça.

“Me sinto totalmente insatisfeita. Infelizmente as pequenas e micro empresas da cidade foram esquecidas e perdidas. Único auxílio que tive está sendo das redes sociais que é de graça e é o que está sendo motivação para eu não desistir totalmente”, lamenta.

× Fale com a Gazeta