Reflexos da pandemia: Empreendedora conta rotina de conhecimento, aprendizado e evolução durante a quarentena

A rotina familiar foi intensificada com o período de isolamento social e ainda assim a empreendedora tem dedicado seus dias para evolução profissional

Danielle Luca, 36 anos, dona de casa, casada e mãe do Artur, trabalha desde a adolescência e a partir do nascimento de seu filho, teve o desejo de empreender dentro de casa. “Optei por profissões que possibilitam isso para aproveitar mais do meu tempo com meu filho, assim, administrando meus próprios horários”, explica.

Com isso, o empreendedorismo teve início na vida de Danielle em 2018 com a realização de cursos livres como Florais de Bach, Reiki e Auriculoterapia. Ao adquirir esses conhecimentos, despertou seu interesse em trabalhar com práticas integrativas e naturais. “Desde então não parei de me atualizar. Atualmente faço graduação de Terapia Integrativa Complementar, mas para conseguir colocar meu nome no mercado, pensei em outra profissão para agregar e que geraria rotação de clientes no qual eu consiga propagar a Terapia Integrativa”, explica.

Por isso, em 2019, Danielle se especializou em depilação, com o objetivo de cuidar do emocional e autoestima de seus clientes. A profissional é especialista no método Brazillian Depil.

Para ela, a primeira semana do isolamento social foi o suficiente para sentir tédio, angústia, insatisfação e preocupação. “Naquele momento eu pensei que tinha duas possibilidades: entregar-me ao isolamento social e mergulhar no desequilíbrio emocional que me proporcionará ou, a segunda opção: torno a minha quarentena em algo objetivo, produtivo e positivo. É claro que fiquei com a segunda opção”, afirma.

“O ser humano tem uma capacidade incrível de superação e inovação. São admiráveis. Nascemos para vencer e merecemos. Olhe para você e emerge sua essência, prossiga sempre, com positividade. Somos extraordinários”.

Com o caminho definido, o primeiro passo da empreendedora foi ler especificamente três livros: Os segredos da mente milionária (Haver Eker), Estresse, ansiedade e depressão – Como prevenir através da nutrição (Gisele Savioli) e O cérebro desconhecido (Helion Pávoa). Ela conta que já terminou a leitura e recomenda.

Durante esse período de quarentena – que ainda não acabou – Danielle ainda fez cursos como: Lash Lifting; Como montar curso online e vender; e Curso barras de Acceses. Durante o processo de conhecimento montou um curso presencial de Lash Lifting personalizado. Além destes cursos, a profissional ainda tem uma especialização profissional ainda não realizada que foi adiada para o fim de junho devido à pandemia.

“Durante a quarentena tive um bom aproveitamento do meu tempo, investindo em conhecimento e produção. Transformei o tédio em algo objetivo, cheio de vida e significativo, promovendo esperança, entusiasmo e positividade”, diz.

Danielle ressalta que é casada, tem família e que certamente tem outros compromissos e responsabilidades. “Meu filho de seis anos é aluno de escola pública e está realizando as aulas online. Ele necessita de atenção e auxílio para realizar as atividades, compreendendo que, apesar da infeliz pandemia, é preciso prosseguir. Sim, é necessário focar nas soluções diante das circunstancias. Nesse momento todas as crianças e adulto estão sentindo o quanto é importante seguir com seus estudos”.

Para ela, a quarentena exige mais do que cuidados especiais para evitar a contaminação. Durante o isolamento social, a empreendedora considera que é indispensável o equilíbrio emocional, sabedoria e fases de adaptação.

Na sua concepção, a situação fez a população conhecer outros meios de aprendizados, como a revolução das aulas e cursos onlines. Ela considera que muitos tinham receios dessa modalidade e que, devido à necessidade, acabaram aderindo na rotina por causa da comodidade em administrar os próprios horários. “Diante disso enfatizo que, o mundo não será mais o mesmo em relação ao aprendizado”, relata.

“Toda dedicação é transformadora, libera bloqueios, crenças e promove amadurecimento e crescimento pessoal e profissional. Estou feliz com meu progresso durante o isolamento social e estou apenas começando”, conta.

Foto – Thiago Tedeschi

× Fale com a Gazeta