Brasil ultrapassa China no número de mortes causadas pelo Covid-19

A marca de 5.017 mortes tem a confirmação do Ministério da Saúde

Nesta terça-feira, 28, o Brasil ultrapassou a China no número de mortes causadas pelo novo coronavírus Covid-19. A China, país onde o vírus se manifestou em dezembro, tem em seu registro 4.632 fatalidades enquanto o Brasil chega a 5.017, de acordo com o Ministério da Saúde. As secretarias de saúde contabilizam 5.104 na manhã desta quarta-feira, 29.

Desse modo, o Brasil é o nono país em número de óbitos pelo Covid-19 desde o início da crise. As informações são da Universidade Johns Hopkins (EUA), que atualiza os dados confirmados pelas autoridades em tempo real.

Apesar de superar as vítimas, os chineses contabilizam mais infecções que o Brasil, com 83.938 pessoas contaminadas. O País brasileiro possui 73.511 casos confirmados.

O Ministro da Saúde, Nelson Teich que fez o anúncio destas informações, afirma que os pontos críticos da pandemia seguem sendo em São Paulo, que lidera os números de mortos e contágios no País. Em um dia, o estado paulista, epicentro da pandemia no País, também bateu recordes de vítimas da doença: nas últimas 24 horas foram 224 novas mortes, uma alta de 12%, segundo a Secretaria Estadual de Saúde. Com isso, o total de mortes no estado chega a 2.049. Nesta terça-feira, 28, São Paulo registra 24.041 casos confirmados do novo coronavírus.

O secretário de Vigilância em Saúde, Wanderson Oliveira, afirma que São Paulo pode ter uma intensidade nas próximas semanas na região metropolitana. A estação mais fria do ano também foi apontada pelo secretário como um fator de piora nos números do coronavírus no País. “O Brasil tem uma sazonalidade de doenças respiratórias no outono e no inverno. Estamos no outono. E não é só coronavírus, é também influenza e outras doenças”, diz. “É importante que todos reforcem as medidas de proteção.”

Enquanto Teich fala em “agravamento da crise”, o presidente do Brasil Jair Bolsonaro falou na saída do Planalto com jornalistas após o pronunciamento do ministro. Ele ressalta que as mortes “não são de agora”, que lamenta, mas tem pouco a fazer. “E daí? Lamento. Quer que eu faça o quê? Sou Messias, mas não faço milagre”, afirma. Bolsonaro disse também se solidarizar com as vítimas. “É a vida. Amanhã sou eu”.

Em Campinas e região

As prefeituras da região de Campinas registram novos casos de coronavírus diariamente. No total, 716 pessoas já testaram positivo em 29 cidades. Confira alguns números:

– Campinas confirma 14ª morte por novo coronavírus e casos sobem para 306;

– Amparo confirma 10 casos;

– Artur Nogueira tem três casos positivos;

– Holambra quatro casos;

– Pedreira um caso;

– Serra Negra dois casos.  

Jaguariúna

Na tarde desta terça-feira, 28, o prefeito Gustavo Reis usou as redes sociais, como tem feito desde o início da pandemia do novo coroanvírus, para atualizar a população sobre os casos de infectados com o Covid-19. Ele explica, principalmente, a mudança de casos entre sábado, 25, e segunda, 27.

No sábado, a cidade tinha sete casos confirmados de coronavírus. Nesta segunda o boletim da prefeitura informou 14 casos, ou seja, o número dobrou. A mudança se deve ao fato de que agora há laboratórios credenciados pelo Instituto Adolfo Lutz que fazem o exame do Covid-19. Desse modo, os exames em laboratórios particulares não entram na soma dos casos investigados que constam nos boletins, pois não passaram pelos postos da cidade. Todos os casos confirmados nesses laboratórios devem ser repassados para a Secretaria de Saúde.

Nesta terça-feira, 28, o boletim mostra o acréscimo de um caso confirmado, passando para 15. Há cinco curados, 17 casos em investigação e 44 descartados.

× Fale com a Gazeta