Coronavírus: Saúde de Campinas alerta sobre aceleração descontrolada da doença em SP e reforça isolamento em casa

Diretora do Departamento de Vigilância em Saúde, Andrea Von Zuben tira dúvidas sobre o combate à doença; Campinas confirmou quarta morte neste sábado e soma 65 casos positivos

A diretora do Departamento de Vigilância em Saúde de Campinas (Devisa), Andrea Von Zuben, deu um alerta neste sábado, 04, sobre a aceleração descontrolada do novo coronavírus no estado de São Paulo e reforçou a necessidade de manter o isolamento dos moradores nas suas casas. A cidade confirmou a quarta morte causada por complicações da Covid-19 e 65 casos positivos.

Um relatório do Ministério da Saúde divulgado na sexta-feira, 03, sobre a epidemia de coronavírus, informa que quatro estados e o Distrito Federal podem estar passando de transmissão localizada para aceleração descontrolada da pandemia. Em São Paulo, o coeficiente de incidência da doença, até o momento, é de 9,7/100 mil.

“Avalio que, se a gente não levar a sério a quarentena, isso [aceleração descontrolada] pode acontecer mesmo. A nossa periferia, principalmente, não está muito acreditando no que está acontecendo. A taxa de transmissibilidade desse vírus é muito alta. Em locais com densidade populacional muito grande, uma pessoa pode transmitir para 10”, afirma Andrea.

Campinas está em quarentena desde o dia 23 de março. Já se passaram, portanto, 13 dias. De acordo com o balanço da prefeitura atualizado neste sábado, 829 pacientes que apresentaram os sintomas ainda aguardam resultados de exames. Os registros descartados somam 100.

“O impacto da quarentena ainda não dá pra ver totalmente, são 13 dias a cidade fechada, e o período de incubação é de 14 dias. Estudos matemáticos dizem que, se a gente não tivesse feito a quarentena, a gente teria o dobro de casos e o dobro de mortes”, explica.

“Estamos avaliando bem porque estamos somente com 30% dos respiradores (ventiladores mecânicos) ocupados hoje, 40% dos nossos casos de internados são por síndrome respiratória aguda grave (SRAG). Ou seja, o sistema de saúde de Campinas está dando conta sem estar sobrecarregado”, completa a especialista.

A diretora do Devisa ressalta, no entanto, que é justamente pelo quadro estar controlado que é importante manter as medidas de contenção da doença, com comércios fechados e o máximo possível de pessoas em casa.

“Quando a sensação de segurança ocorre, é o momento de falar que o isolamento social está dando certo e deve ser mantido”, afirma Andrea.
No vídeo no início da reportagem, Andrea esclareceu dúvidas dos telespectadores que enviaram perguntas ao EPTV 1 neste sábado, como o jeito certo de usar máscaras, o tempo de sobrevivência do vírus nas superfícies, o risco para gestantes e crianças, além de outros temas.

Cidades com casos confirmados na região
Campinas: 65
Paulínia: 4
Vinhedo: 4
Valinhos: 3
Americana: 4
Itapira: 4
Indaiatuba: 2
Louveira: 2
Águas de Lindoia: 1
Holambra: 1
Hortolândia: 1
Jaguariúna: 1
Mogi Guaçu: 1
Sumaré: 1
Pedra Bela: 1

Fonte:
https://g1.globo.com/sp/campinas-regiao/noticia/2020/04/04/coronavirus-saude-de-campinas-alerta-sobre-aceleracao-descontrolada-da-doenca-em-sp-e-reforca-isolamento-em-casa.ghtml

× Fale com a Gazeta