Por recomendação do MEC, UniFaj oferece aulas no modelo presencial de forma on-line

Nos dias e horários regulares dos cursos (matutino e noturno), os professores devem desenvolver as aulas e demais atividades acadêmicas

 O Centro Universitário de Jaguariúna (UniFaj) deve retornar com as aulas e atividades acadêmicas presenciais ofertadas de forma on-line a partir desta quarta-feira, dia 1º. A iniciativa segue a orientação do Ministério da Educação (MEC) que recomendou às instituições de ensino que buscassem alternativas para minimizar os impactos do isolamento social decretado pelo governo como medida de contenção contra o novo coronavírus Covid-19.

Desde o início do recesso antecipado, os professores e coordenadores dos mais de 20 cursos de graduação presenciais da UniFaj trabalharam para estruturar as aulas, realizando treinamentos e testes a fim de oferecer a melhor experiência de aprendizado aos alunos e evitar o prejuízo do período letivo. Para isso, a partir deste dia 1º, nos dias e horários habituais (manhã e noite) de cada disciplina, os professores ficam disponíveis em tempo real para disponibilizar conteúdos, orientar e sanar as dúvidas dos estudantes. Mais informações sobre as aulas estão disponíveis no link Manual do Aluno no site da instituição.

Toda a interação entre docente e aluno acontece por meio das ferramentas disponibilizadas pela suíte Google for Education como Google Classroom, Google Meet, Google Docs, Gmail, Google Agenda, Gdrive, Hangout, Youtube, Moodle, entre outras. O acesso às ferramentas pelos alunos pode ser realizado por meio de smartphones, tablets, computadores e similares e acontecerá por meio da conta de e-mail do domínio da UniFaj (Gmail), cuja utilização é orientada pelos professores.

“Temos passado por um momento difícil e novos desafios surgem. Os profissionais de saúde estão à frente da batalha. Nós professores temos nosso papel essencial também: em nossas mãos estão novas gerações em formação e o compromisso de não deixá-las para trás. O que e como faremos impactará o futuro dessas gerações. A forma como lidarmos e gerenciarmos essa crise será exemplo para o futuro desses profissionais”, ressalta o reitor, professor Dr. Ricardo Tannus.

 De acordo com o reitor, o principal desafio é, principalmente, relacionado às novas maneiras de interagir com os alunos e oferecer uma experiência de aprendizagem diferenciada dando continuidade ao que já estava sendo desenvolvido. “Vamos unir metodologias ativas, garantir o engajamento e encantamento dos alunos no novo formato, assegurando qualidade de conteúdo. Vamos agir a fim de garantir a experiência de aprendizagem significativa e, desta forma, amadurecemos juntos, crescendo mesmo cercados de incertezas”, destaca.

“Uma nova rotina nos foi imposta. A tecnologia trará novas boas práticas. O aprendizado será para todos, alunos e professores, reforçando a experiência do aprendizado presente o tempo todo em nossas vida. Tenho confiança de que sairemos diferentes ao final dessa experiência profissional e pessoal. Tenho certeza de que faremos nosso melhor, dentro de nossas possibilidades e limitações, exatamente onde estamos, com o que somos, temos e o que podemos”, conclui professor Tannus.

× Fale com a Gazeta