Campinas confirma 1ª morte por coronavírus, anuncia novos decretos e cadastro de informais

Paciente tinha 86 anos e, com o óbito, cidade chega a 33 casos confirmados de Covid-19; há ainda 550 em investigação

Campinas confirmou nesta segunda-feira, 30, a primeira morte pelo novo coronavírus, um homem de 86 anos. A prefeitura ainda divulgou novos números em relação ao balanço da manhã, sendo que a cidade possui agora 33 casos de Covid-19 – entre eles, o óbito. Há ainda 550 casos em investigação e 71 descartados.

Além disso, o prefeito Jonas Donizette (PSB) anunciou novos decretos: proibição de visita a idosos em casas de repouso, remoção de moradores em situação de rua para abrigos, e o cadastro de informais e autônomos para fornecer dados ao governo federal.

Resumo da coletiva:

  • Campinas confirma a primeira morte e soma 33 casos de Covid-19;
  • Cinco pacientes monitorados estão internados, sendo três deles entubados, em estado grave;
  • Maioria dos infectados está na faixa entre 20 e 49 anos;
  • Prefeito anuncia decreto para proibir visita a idosos em casas de repouso;
  • Novo decreto determina a remoção de moradores em situação de rua para abrigos;
  • Cidade fará compra de 10 mil testes para o coronavírus da Unicamp;
  • Secretaria de Assistência Social cadastra autônomos, informais e pessoas em vulnerabilidade social que poderão, eventualmente, receber auxílio que será liberado pelo governo federal;
  • Prefeito reforçou a necessidade de manutenção da quarentena, e disse que a Guarda irá atuar para fechar comércios e bares que funcionarem sem autorização.

Morte por Covid-19
O paciente que veio a óbito na madrugada desta segunda, de acordo com a prefeitura, era morador de uma casa de idosos, mas estava em isolamento na residência de familiares quando apresentou sintomas. Não há informações de outros idosos do local com sintomas, mas a prefeitura disse que fará o monitoramento – o nome e o endereço da instituição não foram divulgados.

Segundo a administração, o paciente com sintomas de Covid-19 deu entrada em um hospital particular na noite de domingo, 29, e morreu na madrugada desta segunda – o exame foi encaminhado ao Hospital Albert Einstein, em São Paulo, e o resultado saiu em 12 horas.

Dos outros 32 casos confirmados e monitorados por Campinas, cinco pacientes estão internados, entre eles três em estado grave, entubados. A maioria dos infectados está na faixa etária entre 20 e 49 anos, sendo os casos mais graves entre idosos.

Na coletiva, o prefeito ainda comentou sobre uma morte suspeita, de um médico de 62 anos, que tinha sintomas da Covid-19 e teria dado alta a si mesmo. “Ele assinou um documento autorizando sua alta e acabou perdendo a vida. Esse caso ainda não está contabilizado”, ressalta o prefeito.

× Fale com a Gazeta