Eleições 2020: Entrevista com pré-candidato a prefeito de Jaguariúna, Du Corrêa

O Jornal Gazeta Regional dá início a série de entrevistas com os nomes colocados a pré-candidatos de Jaguariúna, nas eleições de outubro

Paula Partyka – [email protected]

Jaguariúna tem seis nomes colocados como pré-candidatos a prefeito nas eleições municipais deste ano, sendo eles Gustavo Reis (MDB), que concorre à reeleição, Alberto Rizzoni (PSD), Davi Neto (PTB), Du Corrêa (PTC), Gabriel Tenan (PP) e Fernando Husch Pereira (PSDB). Para melhor informar o seu leitor, a Gazeta Regional lança uma série de entrevistas com todos os nomes.

A série tem início com o pré-candidato do Partido Trabalhista Cristão (PTC), Du Corrêa. Ele fala sobre sua vida política, profissional e pessoal. Confira.

Gazeta Regional: O seu nome é um dos que estão colocados hoje para uma possível candidatura a prefeito de Jaguariúna, nas eleições de outubro. Como o senhor avalia essa possibilidade?

Du Corrêa: Para mim, essa possibilidade é bastante concreta, já que me apresento como pré-candidato e fui candidato em 2016. A partir de lá, eu só segui determinado em seguir com essa postura e segui. Lá eu era candidato e agora me coloco como pré-candidato.

Eu me apresento porque eu acredito em mudança. Jaguariúna vivência uma alternância de dois grupos. É grupo A e grupo B. Vemos isso basicamente desde 1980. Eu acho que a ausência de renovação é nociva, então precisamos de novos ares e novas perspectivas sobre a coisa e acabar com a acomodação administrativa que nós estamos.

Então, por acreditar em renovação e necessidade de mudança é que eu me apresento. E eu digo para todo mundo: nós cidadãos não podemos mais ficar nos omitindo. Enquanto nos mantivermos afastados, nós permitimos que a política como é hoje vai permanecer.

Se você se considera boa pessoa e correto, você tem que parar de pecar pela omissão, se apresentar, tomar o lugar para nós conseguirmos transformar a sociedade em algo descente. Se você não muda nada muda.

Gazeta Regional: O senhor se considera preparado para assumir uma possível candidatura a prefeito? Por quê?

Du Corrêa: Essa é a parte mais importante. Eu digo o seguinte, eu tenho experiência profissional. Sou advogado há 21 anos e antes trabalhei no comércio outros 14.

Então, eu sou formado em Direito e também sou técnico em contabilidade. Tenho experiência profissional e formação educacional, então eu tenho todo o preparo necessário para Jaguariúna.

Gazeta Regional: Como está sua articulação política dentro do partido e que chances o senhor vê de conseguir disputar a eleição?

Du Corrêa: Dentro do partido não temos problema nenhum, temos só certezas e convicções. Estamos alinhados com a direção estadual. Conversamos a respeito desse projeto de levar a candidatura adiante e obtivemos apoio. Eles foram bastante assertivos e convictos: vocês tem o nosso apoio, desenvolvam o projeto de vocês e levem a diante.

Gazeta Regional: Existem disputas internas que podem inviabilizar sua candidatura?

Du Corrêa: Não. Somos unanimes quanto ao nosso propósito. Todos remamos na mesma direção.

Gazeta Regional: Na sua avaliação, quais os atributos que um bom prefeito deve ter?

Du Corrêa: Liderança, capacidade de ouvir os diversos interesses, ter experiência profissional e conseguir gerir uma cidade do tamanho de Jaguariúna. Essa experiência profissional não pode faltar.

Gazeta Regional: Quais áreas da Administração o senhor vê como prioridade na gestão pública? Por quê?

Du Corrêa: É o básico, clichê. No meu governo eu entendo que é saúde e educação. Saúde estamos falando do bem estar de todos os nossos cidadãos. As pessoas tem que ter boa condição de vida.

A educação reflete em higiene, saneamento e estamos tratando do futuro de Jaguariúna e do Brasil. Saúde e educação são os dois pilares dos quais eu não abro mão.

Gazeta Regional: Jaguariúna tem se destacado nos cenários regional, estadual e nacional em várias áreas, como saúde, educação e segurança. O senhor avalia que é possível melhorar ainda mais esses índices? De que forma?

Du Corrêa: Melhorar sempre é possível. Para o melhor não tem limite. Você pode sempre melhorar criando novos mecanismos, ampliando atendimentos, levando os atendimentos mais próximos do cidadão. No meu governo, por exemplo, eu pretendo aumentar a quantidade das Unidades Básicas de Saúde (UBS), levar a saúde até o bairro implementando equipamento e médico.

Sempre podemos melhorar aquilo que está bom e o que não está bom, também dá para melhorar. Melhorar sempre é possível.

Gazeta Regional: Quais as suas principais sugestões para a cidade, como pré-candidato a prefeito?

Du Corrêa: Precisamos implementar todas essas questões. A saúde, educação e transformar e aproveitar o potencial que temos. Isso é função do poder público.

Gazeta Regional: Fale um pouco sobre a sua família e vida pessoal.

Du Corrêa: Sou cristão, de todas as formas. Cuido da minha mãe, acompanho sempre. Tenho um bom relacionamento com todos da família, é tudo tranquilo.

Sou Técnico em Contabilidade e depois que me formei fiz Análise de Sistemas por dois anos e depois me formei em Direito. Eu gostava muito de jogar bola, mas o peso dos anos acabou comigo. Meu joelho me abandonou mas eu não saio do campo, sou quase um treinador, mas não saio do campo.

× Fale com a Gazeta