Procon de Jaguariúna fiscalizou mais de 30 estabelecimentos comerciais na quarentena

Foram fiscalizados no período comércios como farmácias, supermercados e depósitos de gás de cozinha, entre outros

O Procon de Jaguariúna fiscalizou, até o momento, mais de 30 estabelecimentos comerciais durante a quarentena do coronavírus na cidade. A quarentena foi estabelecida com a publicação do Decreto Municipal nº 4.154, do dia 23 de março, que suspendeu o atendimento presencial de comércios e serviços não essenciais, entre outras restrições. A informação é do diretor do Procon de Jaguariúna, Edison Cardoso de Sá. Segundo ele, o órgão recebeu orientações da Fundação Procon-SP e solicitação do Ministério Público, além de denúncias de moradores, sobre descumprimento da quarentena na cidade, o que tem baseado as fiscalizações.

Os estabelecimentos infratores devem ser multados. “As multas ainda serão aplicadas caso sejam verificadas irregularidades nas notas fiscais solicitadas aos estabelecimentos”, explica o diretor do Procon. “Após isso, os processos serão encaminhados ao Ministério Público e à Fundação Procon-SP”, completa.

× Chat - Fale com a Gazeta