COI diminui índices de furto, roubo e tráfico nas áreas de alcance das câmeras

Em pouco tempo de operação, o COI foi premiado como “Projeto inovador” na Região Metropolitana de Campinas (RMC)

Em maio de 2019 Jaguariúna recebeu um moderno e eficiente sistema de 40 câmeras de vigilância (CFTV), sendo que 27 foram instaladas pela Prefeitura e outras 13 acopladas, para fazer o monitoramento das principais ruas, avenidas, comércios e locais movimentados na cidade. Esse controle é feito pelo Centro de Operação e Inteligência (COI), uma central de monitoramento de imagens instalado na sede da Polícia Municipal (ex-GM).

Em pouco tempo de operação, o COI foi premiado como “Projeto inovador” na Região Metropolitana de Campinas (RMC) durante o II Fórum de Cidades Digitais da RMC, realizado em outubro. O evento é promovido pela Rede Cidade Digital, com sede em Curitiba e, busca valorizar iniciativas regionais de gestões que buscam técnicas ou ferramentas que ainda não eram utilizadas e que gerem resultados positivos para a gestão pública e a vida dos cidadãos nos municípios de pequeno e médio porte.

Para o subcomandante, Jozafar Sidiney Gonçalves, o COI melhorou a vida da população jaguariunense. “Desde quando foi implantado pela administração do Sr. prefeito Gustavo Reis, a Polícia Municipal passou atender as ligações de urgência e emergência através do 153 e quando a solicitação está na área de alcance das câmeras o atendimento é gravado em tempo real”, explica.

Outra característica das câmeras, segundo o subcomandante, é que houve vários casos em que a pessoa estaciona em um lugar do centro e esquece, faz o boletim de ocorrência dizendo que foi furtada e quando olhamos nas câmeras o veículo estava no local. “Teve caso que a pessoa fez o boletim e quando olhamos nas câmeras ela não veio pro centro com o carro”.

Também houve vários flagrantes de furto e tráficos com o auxílio das câmeras. “O índice de furtos, roubos e tráfico nas áreas de alcance das câmeras diminuiu em mais de 40%”, relata Gonçalves.

O subcomandante diz ainda que em 2020, com a parceria com o detecta, as câmaras trabalham junto com o sistema de informação da PROSDEP dando informações em tempo real sobre veículos suspeitos, fazendo o trabalho como câmeras de ocorrência.  “O maior retorno das câmeras é a prevenção e o auxílio no fornecimento das gravações para a Polícia Civil caso ocorreram crimes”, considera.