Como controlar a ansiedade diante do Enem

Ficar apreensivo em relação à prova é normal, o que não pode é deixar que a ansiedade tome conta da sua rotina e atrapalhe seu rendimento, especialmente no dia da prova

Da redação

Neste domingo, 03, e no próximo, 10, estudantes de todo o Brasil fazem as provas do Enem 2019. Depois de um ano agitado no Ministério da Educação, com mudança da gráfica que imprime a prova, alterações na gestão do Inep e até a criação de uma comissão verificadora do banco de questões, as provas estão finalmente prontas e a salvo, a caminho dos 1.727 municípios de aplicação.

Se você estudou incansáveis horas, trocou as manhãs de sábado por simulados e aulões e perdeu a conta dos exercícios feitos, não é hora de pôr tudo a perder levando o documento errado ou esquecendo de levar a garrafa de água. Ou até mesmo, deixando a ansiedade prejudicar esse momento que precise de tranquilidade e concentração.

Geralmente compreende-se a ansiedade como um estado emocional negativo, onde o sujeito experiencia sensação de mal estar, sudorese, taquicardia, entre outros. Contudo, se faz necessário diferenciar a Ansiedade Traço, a qual se refere a disposição pessoal em interpretar grande parte das situações cotidianas como estressoras da Ansiedade Estado, onde se caracteriza por uma circunstância transitória, ativada frente a eventos importantes. Vale salientar que este não é necessaráriamente um transtorno, mas um mecanismo de defesa biológico, onde há a preparação para o enfrentamento ou fuga de uma situção que representa perigo eminente.

Diante disso, a redação traz aos estudantes que prestam a prova do ENEM que a ansiedade pode ser vista de forma positiva, utilizando-a como fonte de motivação e autossuperação, canalizando assim sua bioenergia para a realização da prova. Vale lembrar que o autocontrole exige treinamento.

A psicóloga Suelen Gaebler sugere algumas técnicas que propiciam a criação de estratégias para lidar com adversidades do dia-a-dia:

Autoconhecimento

            Conhecer a própria personalidade resulta no entendimento dos nossos processos internos, possibilitando prever possíveis reações bem como prever maneiras de se adaptar as mesmas.

            Um sujeito que conhece a si mesmo tende a ter uma melhor autoestima e confiança, fatores primordiais para manter a calma frente a acontecimentos que testam seu desempenho.

Respiração

            Respirar superficialmente afeta funções cognitivas, como atenção e a capacidade de concentração, por isso, a importância da respiração diafragmática, preenchendo toda a extensão do abdomen, causando uma melhora na oxigenação cerebral.

Visualização

            A criação de uma imagem mental favorável com a intenção de criar de um estado emocional positivo associado a um contexto que anteriormente sugeria uma evento estressor.

Alimentação e Sono

            Alimentação saudavél e sono de qualidade são de extrema importância para a regulação das funções cerebrais.

            Uma boa autoimagem e sentimento de capacidade são decorrentes do fortalecimento de habilidades internas. Saber que ofereceu seu melhor dentro de suas potencialidades estimula o senso de eficiência e eficácia, essenciais para o bom desempenho em todas os âmbitos da vida do sujeito.

A partir desse tratamento interno, é preciso lembrar ao estudante que só faz a prova o aluno que levar o documento oficial com foto. Cópias simples, cópias autenticadas ou documentos sem foto não valem.

A caneta azul está na moda, mas para a prova ela tem que ser preta. O modelo deve ser esferográfica fabricadas em material transparente.

É proibida a entrada de qualquer outro tipo de caneta, lápis, lapiseira, borracha e régua. Os alunos também não podem entrar com óculos escuros, bonés, dispositivos eletrônicos e os tão adorados fones de ouvido.

Fique atento! Neste ano, a folha de rascunho para os cálculos e redação deixa de ser avulsa e passa a compor a prova, localizada na última página do caderno de questões, podendo ser destacado e levado para casa.

O Enem é aplicado nos próximos dois domingos. Com os resultados do exame os alunos podem se inscrever em vagas de universidades públicas e privadas utilizando os programas educacionais com Governo Federal.