Dia do Idoso: Jaguariúna é a Cidade Amiga do Idoso

Da redação

O Dia do Idoso é comemorado no Brasil no dia 1º de outubro e tem como objetivo a valorização do idoso. Até o ano de 2006, esta data era celebrada no dia 27 de setembro, porém, em razão da criação do estatuto do idoso em 1º de outubro, o dia do idoso foi transferido para esta data.

Jaguariúna é reconhecida oficialmente como Cidade Amiga do Idoso pela Organização Mundial de Saúde (OMS). O título se destina a municípios que desenvolvem ações pelo bem-estar e qualidade de vida de quem já passou dos 60 anos de idade. A partir desse reconhecimento, Jaguariúna passa a compor uma seleta rede global de Cidades Amigas dos Idosos, composta por 520 municípios em 37 países das Américas, Europa, Ásia e Oceania.

A obtenção do título se deu após o município apresentar e comprovar uma série de ações e iniciativas que valorizam a qualidade de vida e o bem-estar da população idosa local. De acordo com a secretária municipal de desenvolvimento social, Andrea Lizun, a união dos gestores sociais do município garante resultados excelentes no tratamento ao idoso.  “O aumento da expectativa de vida em nosso país faz com que a população de idosos torne-se cada vez maior e nossa obrigação é ter na cidade uma estrutura que atenda às demandas deles. Esse esforço acontece por parte de todos os setores da Prefeitura Municipal: Assistência Social, Saúde, Educação, Moradia, Segurança, Transporte, Cultura, Esporte e Lazer”, afirma.

O reconhecimento acontece no momento em que a expectativa de vida dos brasileiros supera os 75,5 anos, de acordo com o IBGE e as cidades discutem como se preparar para promover o bem-estar e a segurança das pessoas idosas. Até 2050, 1 em cada 4 brasileiros será idoso – essas pessoas já nasceram e hoje têm mais de 30 anos.

O caminho para esse reconhecimento teve início em 2014, quando foi assinada uma parceria entre o município e o Instituto CPFL, plataforma de investimento social privado do Grupo CPFL. A parceria é parte do programa social do Instituto CPFL para o apoio do Conselho Municipal do Idoso, e contou com um repasse de R$ 350 mil para a realização de um amplo diagnóstico sobre a população idosa em Jaguariúna.