Estudantes de Jaguariúna desenvolvem projeto com foco para a sustentabilidade e representam o Estado em feira de iniciação científica

Dois projetos desenvolvidos por alunos jaguariunenses da Escola Celso Henrique Tozzi, foram selecionados para representar o Estado de São Paulo na Feira Mineira de Iniciação Científica (Femic), que será realizada em Mateus Leme (MG), entre os dias 13 e 16 de agosto.
Produzidos pelos jovens do 3º ano do ensino médio, os projetos “Carbono Zero – Tozzi Sustentável” e “A Cor da Fotossíntese” explicam o funcionamento da natureza e apresentam soluções sustentáveis para o meio ambiente, tudo de uma maneira bem criativa.
Uma dessas soluções já foi adotada pela Prefeitura de Jaguariúna, que cedeu uma Área de Preservação Permanente (APP) para o plantio de 300 mudas de árvores. “É um grande passo. Com essa oportunidade que a escola oferece, nós podemos conhecer uma nova área e desenvolver nossos conhecimentos. Elaborar um projeto e ver ele sendo colocado em prática, motiva e prova a nossa capacidade”, destaca Beatriz Álvares, que desenvolveu o projeto “Carbono Zero – Tozzi Sustentável” junto com Ana Carolina Barbosa.
Até chegar à fase final da Femic os dois projetos de Jaguariúna passaram por algumas etapas e conseguiram preencher todos os requisitos exigidos. De acordo com a coordenadora de Ciências da Natureza, Vanessa Barbosa do Morrinho, a ideia é proporcionar aos alunos uma pré-iniciação na área com esses estudos.
“Por ser uma escola de período integral, a gente oferece aulas eletivas que abrangem diferentes áreas. O resultado tem sido muito bom, os alunos abraçaram a ideia, aceitaram o desafio e cabe a nós apenas prestar todo o apoio possível”, disse a coordenadora.
Participando pela primeira vez de uma feira de iniciação científica, a idealizadora do projeto “A Cor da Fotossíntese”, Emanueli Florentino Carboneze, relatou toda sua empolgação e a expectativa para o evento: “É uma sensação muito boa. Curiosidade. Estamos quebrando fronteiras através do conhecimento. Queremos representar bem nosso estado, nossa cidade. Ficar entre os primeiros colocados, não seria nada mal.”
Conforme o professor de Biologia, Renato de Souza Mariano, além do troféu certificado, os melhores trabalhos ganham credenciais para feiras internacionais e bolsas de iniciação. “Sabemos que é difícil, mas seria um passo gigantesco. De qualquer forma, estou orgulhoso. O mais importante é que uma semente já foi plantada”, salientou.

Sobre a Femic
A Femic é um movimento de incentivo, divulgação e popularização da Ciência e Tecnologia idealizado e organizado pelos sócios voluntários da Associação Mineira de Pesquisa e Iniciação Científica (Ampic).
É um movimento pedagógico independente e multidisciplinar de incentivo à Ciência e Tecnologia no ambiente das escolas públicas e privadas do Brasil, focando na promoção e no estímulo de jovens pesquisadores da educação básica para o direcionamento de projeto de Iniciação Científica nas diferentes áreas do conhecimento.

Autores dos projetos
“Carbono Zero – Tozzi Sustentável”
Beatriz Álvares Baptista
Ana Carolina Barbosa Gonçalves
Renato de Souza Mariano (orientador)
João Antonio Baldo Aydar (coorientador)

“A Cor da Fotossíntese”
Isabela Cristina Silva Gomes
Emanueli Florentino Carboneze
Maria Eduarda Baliero
João Antonio Baldo Aydar (orientador)
Renato de Souza Mariano (coorientador)

Fonte: Prefeitura Municipal de Jaguariúna – Reportagem: Raphael Luna – Foto: Samuel Oliveira