Prefeitura de Jaguariúna investe em segurança e inaugura o COI – Centro de Operações e Inteligência

Central de monitoramento funciona na sede da Polícia Municipal e possui câmeras de longo alcance e alta definição, capazes de captar a placa de um veículo até o limite de 2 km

A partir desta quinta-feira (16), Jaguariúna terá um moderno e eficiente sistema de 40 câmeras de vigilância (CFTV), sendo que 27 foram instaladas pela Prefeitura e outras 13 acopladas, para fazer o monitoramento das principais ruas, avenidas, do comércio e dos locais de maior movimento na cidade. Esse controle será feito pelo Centro de Operação e Inteligência (COI) uma central de monitoramento de imagens instalado na sede da Polícia Municipal (ex-GM).

A cerimônia de inauguração contará com convidados especiais e acontecerá na sede da Polícia Municipal, na Avenida Prefeito Laércio José Gothardo (Avenida Marginal), 1831 – Centro. Conforme o comando da corporação, a sala do COI é equipada com 8 monitores com 49 polegadas cada, onde é possível visualizar imagens captadas a uma distância de até 2 Km.

“O telefone 153 recebe a chamada, passa para as viaturas que se encontram mais próximas da área da ocorrência e, paralelo a isso, o policial que monitora as imagens no COI localiza onde esse veículo suspeito pela placa, diz onde ele está e passa as coordenadas para a abordagem. Será muito útil assim que for dado o alarme sobre qualquer suspeita, seja por furto, assalto ou motorista em fuga se evadindo do local”, explica Gonçalves, supervisor na Polícia Municipal.

De acordo com a Talentech Tecnologia Ltda, empresa responsável pela instalação e manutenção dos equipamentos, cada câmera tem alcance de 2 Km, possuindo 35% de zoom óptico e 17% de zoom digital, apresentando imagens em alta definição. O custo mensal para manter o equipamento funcionando é de R$ 68 mil e inclui a central de imagens.

Conforme o secretário de Segurança Pública de Jaguariúna, Renato José de Almeida Chaves Filho, o contrato assinado pela Prefeitura com a Talentech, empresa vencedora da licitação pública, estabelece que ao final dos 48 meses de duração, independentemente da renovação ou não, todo o equipamento instalado passa a ser propriedade da administração pública. “A criação do COI é um investimento necessário e que dará uma grande retorno a toda a população, uma vez que aumenta bastante nosso potencial de vigilância preventiva”, justifica.

O prefeito Gustavo Reis também destacou a criação do COI, por ser uma central de vigilância por câmeras que estava programada e que terá mais novidades em breve. “Esse sistema vai melhorar consideravelmente a segurança em Jaguariúna, uma vez que as câmeras são de imagens com alta resolução. Além disso, dentro de pouco tempo estaremos interligados ao sistema de monitoramento por câmeras já implantado em várias cidades da Região Metropolitana de Campinas”, explica.

Fonte: Prefeitura Municipal de Jaguariúna / Reportagem: Aluízio Santana – Foto: Ivair Oliveira