“Corrida O Rei e a Rainha da Colina” vai reunir mil atletas de 40 cidades da região em Jaguariúna, no domingo (17)

A largada dos atletas será na centenária Igreja de Santa Maria, o trajeto inclui a passagem por outros vários pontos turísticos e históricos e leva os participantes até o ponto mais alto da cidade, no bairro Colina do Castelo

Por Viviane Westin

Atletas que participam do treino aberto (Treinão) movimentam as ruas de Jaguariúna nas noites de sexta-feira
(Foto: divulgação )

A “Corrida O Rei e a Rainha da Colina”, que acontece no próximo domingo (17), em Jaguariúna, deve reunir cerca de mil atletas, representantes de pelo menos 37 cidades da região. A expectativa de público superou as expectativas dos organizadores, que inicialmente anunciaram a limitação de 700 vagas à competição. A prova será disputada nas distâncias de 6,5 km para corrida e 5 km para caminhada. O evento é promovido pelo TeamReManzatto e conta com o apoio da Secretaria de Esporte e Lazer de Jaguariúna (SeJel).

Além do número de inscritos, chama a atenção a presença de pontos turísticos e históricos da cidade no percurso da Corrida. No dia que antecede a prova, os competidores poderão fazer a retirada de um kit da competição na antiga casa do coronel Amâncio Bueno, fundador de Jaguariúna – o prédio foi construído por volta de 1880. A concentração e largada dos atletas será na centenária Igreja de Santa Maria – Praça Umbelina Bueno, marco de fundação da história da cidade; depois passam pelo pontilhão da Maria-Fumaça – uma referência ao principal ponto turístico e cartão postal da cidade; atravessam a Ponte Vermelha – ponte ferroviária da antiga Companhia da Mogiana, inaugurada em 1875.

Atletas se reúnem durante o “Treinão” e percorrem o mesmo percurso da competição, já se preparando para a prova. O evento integra diferentes grupos de atletas e academias da cidade (Foto: divulgação )

Na reta final, os atletas seguem para o ponto mais alto da cidade, no bairro Colina do Castelo, de onde poderão vislumbrar uma vista panorâmica, já que esse é um dos seus pontos mais elevados da cidade. Será premiado como o Rei e a Rainha o primeiro e a primeira atleta que chegarem no topo da colina.
Segundo a educadora física e líder do grupo TeamReManzatto, Renata Manzatto, a escolha do ponto de chegada também não foi ao acaso, pois esse é um local muito frequentado pelos atletas da cidade para treino devido aos níveis de dificuldade do percurso: “O local é onde se tem uma vista mais panorâmica e muito bonita da cidade. Queremos oferecer uma proposta diferente aos participantes da corrida”, explica.
Ainda com a ideia de tornar o evento “diferente e com toque medieval”, Renata detalhou que os momentos de largada, chegada e entrega das premiações devem contar com o toque de corneta ou do sino da Igreja Centenária.

Treinão
Mesmo antes de sua realização, a Corrida O Rei e a Rainha da Colina já trouxe outras motivações aos atletas e a movimentação deles pelas ruas da cidade. O que se viu nas últimas semanas, inclusive na noite do último dia 8, foi a participação de dezenas de atletas no denominado Treinão, realizado nas noites de sexta-feira, com a proposta de ser uma preparação aberta com o mesmo trajeto da prova. Segundo Renata, isso favoreceu a união de representantes de vários grupos da cidade. “O que observamos foi a interação dos vários grupos de corrida e de academias da cidade”, destaca.

Premiações
Segundo os organizadores, além da premiação do Rei e da Rainha, outras categorias de premiações incluem: os cinco primeiros colocados no geral masculino e feminino; maior equipe inscrita; maior equipe inscrita de empresa/clube/academia. Não haverá premiação em dinheiro e, aos participantes que cruzarem a linha de chegada, serão entregues as medalhas de participação, água e frutas.

Serviços
A retirada do kit poderá ser feita pelos inscritos no sábado (16), das 10h às 18h, na Travessa Dona Ermelinda, 81 – Centro de Jaguariúna, ou no dia 17, das 6h às 7h no local da prova. A largada será às 7h30, na Rua Cel. Amâncio Bueno, 688 – Centro, em frente ao prédio da Igreja Centenária. Segundo os organizadores, a competição vai ocorrer com qualquer condição climática, salvo em casos de catástrofe, que coloquem em risco a integridade física dos participantes.