Chuva forte provoca estragos em vários pontos de Jaguariúna e Prefeitura mobiliza Defesa Civil, Bombeiros e Secretarias no atendimento à população

A forte chuva que durou quase três horas ininterruptas foi marcada por raios e trovoadas, atingiu toda a cidade na noite de quarta-feira (23) e provocou estragos consideráveis em Jaguariúna. Os prejuízos materiais começaram a ser quantificados nas primeiras horas da manhã desta quinta-feira (24).

De acordo com a diretora da Defesa Civil de Jaguariúna, Fernanda Rodrigues de Souza Tesche, foram registrados 116mm de chuva, o equivalente a 12 dias de chuvas constantes e moderadas na cidade. “Foi muita água mesmo, pois quando temos 70mm já é considerado estado de observação. Além disso, caíram muitos raios também, o que assustou bastante”, destaca.

Os raios danificaram, ainda, a central de internet no Paço Municipal, que ficou apenas com os telefones funcionando e sem comunicação com o site oficial da administração, o Facebook e outras redes sociais Instagram e Twitter.

Diante da situação, equipes da Defesa Civil, Bombeiros Municipais, Polícia Municipal (ex-Guarda Municipal), e das secretarias municipais de Assistência Social, Meio Ambiente e do Departamento de Obras e Serviços Públicos foram a campo para executar ações emergenciais em vários pontos da cidade.

Atuando em conjunto, realizaram desobstrução de ruas, isolando áreas e oferecendo atendimento a quem precisasse de ajuda. Por conta disso, foram suspensas temporariamente a coleta de entulhos e de galhos de árvores, que é setorizada e acontece rotineiramente durante a semana.

De acordo com o secretário de Obras e Serviços, Lucas Gabriel Lopes, nas primeiras horas os pontos mais prejudicados foram uma tubulação de águas pluviais, que cedeu e provocou o afundamento de parte do asfalto na Avenida Pacífico Moneda (bairro Vargeão), e a queda de parte de dois muros: o da Escola Municipal Irineu Espedito Ferrari, na Vila 12 de Setembro, e o do Condomínio Vila Toscana.

“Também tivemos um grande estrago no asfalto da pista na saída de Jaguariúna para Pedreira, bem próximo a um posto de gasolina. Uma de nossas equipes foi para lá com máquinas e equipamentos para retirar as placas que se soltaram, isolar e sinalizar a área para providenciar o reparo com urgência, pois é um trecho de grande fluxo de veículos, explica Lucas Lopes.

Defesa Civil e Bombeiros

Atuando em conjunto, equipes da Defesa Civil e dos Bombeiros Civis Municipais foram acionadas e também atenderam várias ocorrências. Conforme a diretora da Defesa Civil, que acompanhou e coordenou os trabalhos ao lado do responsável pelos Bombeiros, Paulo Henrique da Vinha, um dos pontos mais críticos foi em frente ao Parque dos Lagos, na Vila 12 de Setembro, onde o nível da água chegou a 1,5 metro na altura e vários veículos acabaram ilhados.

“Ali é uma baixada e o acúmulo de água foi grande. Pelo menos 4 veículos de passeio e 1 microônibus, que tentaram passar quando a água já subia, ficaram ilhados. Retiramos os passageiros pelas janelas, utilizando botes, e também recolhemos quem estava nos carros, levando todos a um local seguro. O mesmo aconteceu perto do Parque Santa Maria, onde um casal ficou ilhado dentro de um carro. Estivemos prestando socorro até por volta das 2 horas da madrugada e, felizmente, não houve nenhuma vítima”, disse a diretora da Defesa Civil.

De acordo com o balanço prévio, feito pela Defesa Civil e os Bombeiros Civis Municipais, quatro árvores caíram durante o temporal, sendo duas na Avenida Marginal (região central) e outras duas na Avenida Tassinari, no Jardim Dona Luiza. Quanto a imóveis alagados, ainda segundo a Defesa Civil, não houve necessidade de remover nenhuma família.

O único caso em que a família precisava ser retirada do local, devido ao alagamento da casa, localizada próxima à Cerâmica Santa Glória, no bairro Vargeão, houve recusa por parte dos moradores. Diante do impasse, Defesa Civil e Bombeiros acionaram a Secretaria de Assistência Social. A assistente social que compareceu ao local registrou a recusa da família em aceitar ser acomodada temporariamente numa Pousada, com despesas custeadas pela Prefeitura.

Fonte: Prefeitura Municipal de Jaguariúna

Fotos: Ivair Oliveira