Vitória sofrida da Seleção Brasileira garante liderança do grupo

O jogo foi sofrido, tenso, dramático, mas com um alívio satisfatório no final. Com gols de Philippe Coutinho e Neymar, nos acréscimos do segundo tempo, a Seleção Brasileira conseguiu sua primeira vitória ao vencer pelo placar de 2 x 0 a Costa Rica, na sexta-feira, 21, na segunda rodada do Grupo “E”, pela Copa Mundo 2018, disputada na Rússia. Com o resultado a equipe brasileira assumiu a liderança do grupo, ao lado da Suíça, mas que tem um gol a menos de saldo. A Suíça venceu por 2 a 1 a Sérvia, chegando também aos quatro pontos.

Logo no início da partida, com a saída de bola, a Costa Rica já demonstrou para que veio, com o recuo do atacante Urena para o goleiro Navas, que bateu de primeira, para o ataque. Ou seja, a seleção da Costa Rica jogou toda fechada, partindo para os contra-ataques.

E foi deste jeito que a seleção do Caribe conseguiu chegar ao gol brasileiro, pela primeira vez, aos 12 min, quando Celso Borges chutou para fora ao receber sozinho a bola dentro da área. Por outro lado, o Brasil não conseguia furar a defesa costariquenha, que parava a marcação com faltas, principalmente em Neymar.

Somente após os 25 min, a Seleção Brasileira começou a legar perigo ao goleiro Navas. Os atacantes Coutinho e Neymar quase marcaram. Melhor em campo, o Brasil impedia a chegada da Costa Rica ao gol de Alisson. Com isso, resume-se o primeiro tempo com poucas oportunidades de gols.

À volta dos vestiários, para os 45 minutos finais, o técnico Tite promoveu alteração, tirou Willian, que não estava produzindo, e colocou Douglas Costas. A mudança deu resultado esperado. O que não fez em todo o primeiro tempo, fez nos 10 minutos iniciais do segundo tempo, quando o time criou três boas oportunidades.

Com o Brasil no ataque, o goleiro Navas começou a aparecer, com defesas de Neymar e de Coutinho. No entanto, o gol não saia. Aos 23, Tite fez outra mudança, sacou Paulinho e colocou Roberto Firmino. Mas lance que entusiasmou a torcida brasileira veio somente aos 33 min, quando Neymar caiu na área e o árbitro assinalou pênalti. No entanto, consultado o VAR, o juiz voltou atrás, não marcando a penalidade.

Quando a partida caminhava para o seu final, num empate sem gol, o que deixaria a Seleção Brasileira numa situação desconfortável na classificação, aos 46 min, o atacante Coutinho abriu o placar, sendo seu segundo gol na competição. O curioso foi a imagem mostrada ela televisão de Tite, que correu ao comemorar, mas foi derrubado, sem querer, pelos  goleiros reservas.

E o segundo gol não demorou ao sair. Neymar, tão criticado pelos torcedores em função de ter um atuação apagada na estreia, aproveitou cruzamento de Douglas Costa para marcar, Brasil 2 x 0. A Seleção Brasileira volta a campo na próxima quarta-feira, 27, para enfrenar a Sérvia, pela terceira e último jogo desta primeira fase.

 

FICHA TÉCNICA

BRASIL 2 x 0 COSTA RICA

BRASIL – Alisson; Fagner, Thiago Silva, Miranda e Marcelo; Casemiro, Paulinho (Roberto Firmino) e Philippe Coutinho; Willian (Douglas Costa), Gabriel Jesus (Fernandinho) e Neymar. Técnico: Tite

COSTA RICA – Keylor Navas; Gamboa (Calvo), Giancarlo González, Óscar Duarte, Acosta e Oviedo; Guzman (Tejeda), Celso Borges, Venegas e Brian Ruiz; Ureña (Bolaños). Técnico: Óscar Ramírez

GOLS – Philippe Coutinho, aos 46, e Neymar, aos 51 minutos do segundo tempo

ÁRBITRO – Bjorn Kuipers (Holanda)

CARTÕES AMARELOS – Neymar e Philippe Coutinho (Brasil); Acosta (Costa Rica)

PÚBLICO – 64.468 espectadores.

LOCAL – Arena Zenit, em São Petersburgo (Rússia)

 

Foto: Edmilson Alves